Localidades

Freixo de Espada à Cinta

 

valedodouro.com

A origem de Freixo de Espada à Cinta, segundo uma lenda, é anterior à fundação de Portugal. Terá sido fundada por um fidalgo que se apelidava de “Feijão”, falecido em 977, primo de S. Rosendo, e como por armas no seu brasão estaria um freixo com uma espada cintada, daí a vila ter tomado o seu nome.

Estando esta vila na zona fronteiriça, na margem direita do rio Douro, foram muitas as batalhas por aqui travadas, como por exemplo, a que D. Afonso II sustentou com suas irmãs protegidas de Afonso IX de Leão e como consequência foi esta terra tomada e saqueada em 1211 pelas forças leonesas. Alguns anos depois, em 1236 no reinado de D. Sancho II, veio pôr-lhe cerco o Infante D. Afonso filho de Fernando III de Castela, mas agora os habitantes da terra defenderam-se com mais bravura e conseguiram destruir o cerco. Assim sendo, os castelhanos foram obrigados a retirar. Por este feito, o Rei de Portugal concedeu-lhes a categoria de Vila em 1240.

Em 1307, D. Dinis concedeu a esta vila uma carta de feira, a pedido do povo. Pois o objetivo era para além da troca de bens, fixar a população e aumentá-la, para assim poder combater melhor o inimigo. 

A vila ainda viria a sofrer durante muito tempo as batalhas na fronteira, nomeadamente entre 1580 e 1640. As pilhagens e destruição eram constantes.

Em 1896, mais uma batalha, agora devido à anexação a Torre de Moncorvo, mas os seus habitantes mais uma vez mostraram uma grande garra fora do comum e conseguiram a 13 de Janeiro de 1898 restaurar o foro municipal.

Freixo de Espada à Cinta é uma vila cheia de história, onde poderemos por exemplo ver algumas das suas ruas cheias de portadas e janelas manuelinas. Ver as antigas muralhas e torre ainda medievais, visitar a Igreja, passear pela Encruzilhada, pela Rua das Flores, pelo Vale, pelo Castanheiro ou pelo Outeiro. Poderá desfrutar também de um belo passeio de barco pelo rio Douro. E saborear o que de melhor esta região oferece a nível gastronómico.

A visitar: 

  • Igreja Matriz
  • Torre Heptagonal (ou Torre do Galo)
  • Pelourinho
  • Centro de Artesanato
  • Gravuras Rupestres
  • Miradouro do Penedo Durão
  • Parque Natural do Douro Internacional
  • Praia Fluvial da Congida

Actividades:

  • Passeio de Barco no Douro Internacional

Festas e Romarias: 

  • Sete Passos – Procissão Noturna, realiza-se nas sete sextas-feiras de Quaresma
  • Nª Sra dos Montes Ermos, a 15 de Agosto